Testes:
o jeito FORMICA® de garantir a qualidade

Para chegar à liderança em revestimentos de alta pressão na América do Sul – bem como para oferecer a melhor solução a você –, é preciso estudo, dedicação e inovação. É o que seguimos fazendo há mais de um século.

Especificações técnicas NEMA LD3 (National Eletrical Manufactures Association) e ISO (International Standard Organization) 4586-1.

Conheça abaixo nossos principais testes.

Abrasão

Finalidade

Esse teste verifica a resistência superficial do revestimento, por meio de uma lixa que simula o atrito causado por copos, pratos e outros objetos.
Ver procedimentos
+
  • Equipamentos e materiais utilizados: aparelho de teste (Abraser) | lixas autoadesivas (Taber Industries = S-42) | amostras de revestimento FORMICA®
  • Colocamos as lixas nos pesos do aparelho, que ficam em contato com o revestimento
  • O revestimento é inserido sobre a base giratória do aparelho
  • Fixamos a amostra por meio de parafusos de segurança, para que o revestimento não se desprenda durante a rotação do aparelho
  • Os dois pesos (250 g cada) são abaixados, pressionando as lixas sobre o revestimento. O sugador central, que é colocado sobre a base giratória do aparelho, elimina os resíduos e o pó gerado pelo lixamento
  • Giramos o aparelho até que apareça o primeiro ponto de desgaste na amostra do revestimento
  • O quadro acima apresenta o primeiro ponto de desgaste na amostra de revestimento. Nota-se, neste momento, quantos ciclos foram necessários para este primeiro desgaste, indicado como PI (Ponto Inicial)
  • A forma de avaliar o resultado é pela quantidade de ciclos total (giros) que o material suporta. Quanto maior a quantidade, melhor a resistência.

Resistência a riscos

Finalidade

Aqui verificamos a resistência superficial do revestimento quando este entra em contato com objetos pontiagudos. O resultado são valores superiores ao especificado.
Ver procedimentos
+
  • Equipamentos e materiais utilizados: aparelho Taber Scratch Test | amostra com dimensão de 100 x 100 mm | medidor de nível | ponta de diamante
  • Verificamos o nível do aparelho, por meio do medidor de nível
  • Colocamos a amostra sobre o prato giratório do aparelho, encaixamos no pino e fixamos com o parafuso
  • Abaixamos o braço com a ponta de diamante sobre a amostra a ser testada
  • Verificamos o nivelamento do braço do equipamento por meio do nível, colocando sobre o dispositivo de ajuste de peso, que é móvel. Nessa foto, é possível verificar as escalas, que indicam o peso que o braço exerce sobre a amostra
  • Movimentamos o dispositivo até a escala que indica 200 g. Então ligamos o aparelho e aguardamos uma volta completa
  • Com o auxílio de uma lupa, observamos se ocorreu o surgimento de riscos na amostra. Caso não, aumentamos o peso, movimentando o dispositivo mais para a extremidade do braço. Depois, tornamos a ligar o aparelho. Esse procedimento é repetido até o aparecimento de um risco contínuo sobre a superfície da amostra
  • O resultado é expresso em N (Newton) e a norma especifica valores mínimos de resistência

Absorção de água

Finalidade

Nesse teste, medimos a absorção de água dos revestimentos, o aumento total da espessura e também se surgiram bolhas, deformação superficial ou delaminação.
Ver procedimentos
+
  • Fazemos a retirada de 3 amostras de um determinado lote de revestimento
  • Depois, pesamos cada uma das amostras em uma balança analítica (P1) e medimos sua espessura em um micrômetro (E1)
  • As amostras são colocadas submersas em água fervendo, durante 2 horas (aproximadamente 96 °C)
  • Essas amostras são retiradas submersas em água fervendo, depois as secamos em um papel toalha e, em seguida, pesamos (P2) e medimos sua espessura (E2)
  • Por último, fazemos o cálculo utilizando os dois valores obtidos em cada condicionamento
FORMICA® Todos os direitos reservados • 2019
Bee Creative
X